Quinta-feira, 21 de Junho de 2018

Apple e Planeamento fiscal - cerca de 0,7% de imposto pago

A estratégia de domiciliação da Republica da Irlanda resulta em vantagem fiscal de grande escala.

eco:

https://eco.pt/2018/06/21/apple-pagou-07-de-impostos-na-uniao-europeia-de-2015-a-2017/

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 11:55

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Junho de 2017

UE - planeamento fiscal agressivo e obrigação de comunicação

Em prepraração normas europeias que obrigam à comunicação de aconselhamento de planeamento fiscal agressivo.

Público:

https://www.publico.pt/2017/06/21/economia/noticia/vem-ai-novas-regras-para-as-consultoras-que-promovem-esquemas-de-abuso-fiscal-1776406

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 12:19

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Abril de 2017

Nove conselhos para diminuir a tributação

conselhos úteis do Jornal Económico:

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/nove-dicas-que-podem-ajudar-as-empresas-a-poupar-no-irc-149580

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 11:48

link do post | comentar | favorito (1)
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015

UE - Vantagens fiscais de multinacionais consideradas ilegais

Vantagens fiscais concedidas por alguns estados membros, foram consideradas ilegais pela Comissão, ordenando o pagamento de imposto a aqueles Estados, num valor que poderá ascender a 30 milhões de euros...

Diário de Noticias:

http://www.dn.pt/dinheiro/interior/vantagens-fiscais-dadas-a-fiat-e-starbucks-no-luxemburgo-e-holanda-sao-ilegais-4846214.html

 

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 13:22

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 19 de Março de 2015

UE - Comissão apresenta plano de combate à elisão fiscal

O aproveitamento legal dos diversos regimes fiscais na UE é o alvo da comissão visando crescente harmonização de fiscalidadepl

UE:

http://europa.eu/rapid/press-release_IP-15-4610_pt.htm

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 11:41

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Empresas - alternativas para manutenção ou redução de imposto

O planeamento fiscal face às medidas de agravamento de imposto sobre as empresas está em cima da mesa das grandes empresas, por forma a licitamente reduzirem o impacto das medidas de agravamento

 

Noticia - Jornal de Negócios:

http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=454593

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 12:14

link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Abril de 2009

Isenção de imposto de filiais de grupos financeiros

Por força de legislação de 2006, visando evitar a dupla tributação nos casos de filiais de grupos financeiros, o estado briu possibilidade a soluções de planeamento fiscal, cosiderado abusivo pela própri Inspecção Geral de Finanças.

 

Noticia Integral -Jornal Público:

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1372201&idCanal=57

 

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 08:29

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008

Planeamento Fiscal - Conferência - 10.10.2008

A Câmara dos Técnicos Oficiais de Contas e o Instituto de Direito Económico, Financeiro e Fiscal da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, promovem a III Conferência Internacional soburdinada ao tema do Planeamento Fiscal.
 

10.10.2008 - Seminário de Vilar - Porto

 

Informação integral - CTOC:

http://www.ctoc.pt/noticias_site/detalhes.php?id=23522&t=Q29tdW5pY2Fkb3M=

 

Anteriores posts sobre o tema:

http://diariojuridico.blogs.sapo.pt/tag/planeamento+fiscal

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 14:10

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Julho de 2008

Planeamento Fiscal - resultados inspectivos II

No uso do direito de resposta, hoje publicado no Jornal Público, a Direcção Geral das Contribuições e Impostos informou que foram liquidados 26 milhões de euros, resultantes de correcções devidas por práticas de planeamento fiscal abusivo.

 

Noticia Integral:

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1335657&idCanal=57

 

Anteriores posts sobre o tema:

http://diariojuridico.blogs.sapo.pt/tag/planeamento+fiscal

 

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 10:39

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Julho de 2008

Planeamento fiscal - resultados inspectivos

As acções inspectivas no que se refere a prácticas agressivas de planeamento fiscal não geraram a obtenção imediata de receita fiscal.

 

Noticia Integral - Público:

http://economia.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1335381&idCanal=57

 

Anteriores posts sobre o tema:

http://diariojuridico.blogs.sapo.pt/tag/planeamento+fiscal

 

 

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 10:51

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Maio de 2008

Planeamento Fiscal - Obrigação de declaração

O D.L. 69/2008 publicado a 25.2 entrou em vigor a 15.5.2008, estabelecendo obrigações declarativas para aqueles que promovam acções de planeamento fiscal dos contribuintes.

 

A Direcção Geral das Contribuições e Impostos no seu sitio na Internet, disponibiliza formulário electrónico, instruções de preenchimento, bem como despacho do Secretário Estado dos Assuntos Fiscais clarificando procedimentos da administração fiscal quanto a esta temática:

 

DGCI - Planeamento Fiscal:

http://www.dgci.min-financas.pt/pt/dgci/noticias/destaques/NEWS_Planeamento_fiscal.htm

 

D.L. 69/2008 de 25.2:

http://www.dre.pt/pdf1sdip/2008/02/03900/0120501210.PDF

 

Anteriores posts relacionados com o tema de Planeamento Fiscal:

http://diariojuridico.blogs.sapo.pt/21226.html

 

http://diariojuridico.blogs.sapo.pt/23461.html

 

 

 

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 11:12

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Março de 2008

Planeamento fiscal e Investimento Ibérico

 

Na decisão de investir tem peso determinante a fiscalidade, um ou mesmo o custo mais assinalável no rol das obrigações de cada empresa. Da maior ou menor incidência fiscal sobre a multiplicidade de factos geradores de imposto que existem na actividade empresarial, poderá depender a expansão, manutenção ou retracção do negócio e consequentemente do investimento.

Neste quadro tem sentido a atitude preventiva de análise e planeamento fiscal quando se coloca a possibilidade de investir. Recentemente o legislador português veio regular a prestação de aconselhamento e planeamento fiscal através do Decreto-Lei 29/2008 de 25 de Fevereiro o qual iniciará a sua vigência a 15 de Maio de 2008.

No mencionado diploma, que visa o combate ao Planeamento Fiscal Abusivo, o legislador define, no art.º 3.º, alínea a), o que entende por Planeamento Fiscal: “Qualquer esquema ou actuação que determine, ou se espera que determine, de modo exclusivo ou predominante, a obtenção de vantagem fiscal pelo sujeito passivo do imposto”.

O Prof. Doutor Germano Marques da Silva define na mesma linha o conceito e distingue-o da sonegação “O planeamento fiscal é a ordenação dos actos do contribuinte em conformidade com a lei tributária, tendente ao não pagamento, ao menor pagamento ou ao pagamento em tempo mais distante; pressupõe sempre o respeito da lei e, por isso, não só não há ilegalidade como também não se verifica imoralidade. Tal conduta não se confunde com a sonegação fiscal que consiste em procedimento fraudulento capaz de iludir o fisco para eximir o contribuinte ao pagamento do imposto devido.”[1]

Partindo assim do conceito de Planeamento Fiscal Não Abusivo, a análise do normativo fiscal poderá levar ao alargamento de horizontes de investimento. Exemplo concreto é o contraste entre regimes tributários específicos entre Portugal e Espanha.

Espanha já atraiu o investimento de pelo menos 400 empresas portuguesas. Nos bastidores destas decisões de imigração ocupa lugar central a análise do regime fiscal espanhol e conclusão por um planeamento fiscal vantajoso para a empresa o qual poderá ser determinante na hora de decidir investir.

Esta diversa realidade de politica fiscal é especialmente atractiva para o sector dos transportadores internacionais, operadores de logística e distribuição transfronteiriços, que usam meios rodoviários, pelo que o diferente regime de tributação de combustíveis conduz a um diferencial de custos profundo entre quem opera exclusivamente em território nacional e as empresas imigrantes.

Tal realidade deve-se ao facto de o regime do Impuesto sobre Hidrocarburos, congénere do nosso Imposto sobre Produtos Petrolíferos, permitir que empresas com identificação fiscal em Espanha e cujos veículos sejam previamente registados perante a autoridade competente, para este efeito, possam obter a devolução de parte do montante pago de imposto, conforme Orden EHA/3929/2006, de 21 de Diciembre, acrescendo o facto de o preço base de gasóleo diferenciar, ainda, na casa de dez cêntimos por litro, relativamente ao preço praticado em Portugal.

Mas outros exemplos existem entre nós conhecidos, tais como a diferença de cinco pontos percentuais na taxação em sede de I.V.A. ou ainda a  inexistência de pagamento especial por conta no regime do Impuesto sobre Sociedades.

Conclui-se assim pelo forte apelo que estas diferentes realidades fiscais exercem sobre os agentes económicos, e em especial perante as empresas nacionais, que tendo alguma capacidade de investimento poderão, com vantagens claras, estabelecer bases de exercício da sua actividade em Espanha, seja pela constituição de sociedades (filiais), seja pela criação de estabelecimentos estáveis (sucursais), e consequente domiciliação fiscal, abrindo assim horizontes para a exigência do mercado da União.



[1] Prof. Doutor Germano Marques da Silva - Ética, imposto e crime ou o princípio da moralidade no direito penal tributário – apresentação em conferência - “Ética, Imposto e Crime” em 31.03.2005, promovida pela Associação Fiscal Portuguesa -  http://www.afp.pt/Conf3-05.doc

 

Por Paulo Alexandre Rodrigues

Artigo publicado na revista " Pais Positivo" de 8.3.2008, pag. 13

publicado por Paulo Alexandre Rodrigues às 11:28

link do post | comentar | favorito
HPL - Sociedade de Advogados, R.L.

.Junho 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
16
17
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Apple e Planeamento fisca...

. UE - planeamento fiscal a...

. Nove conselhos para dimin...

. UE - Vantagens fiscais de...

. UE - Comissão apresenta p...

. Empresas - alternativas p...

. Isenção de imposto de fil...

. Planeamento Fiscal - Conf...

. Planeamento Fiscal - resu...

. Planeamento fiscal - resu...

. Planeamento Fiscal - Obri...

. Planeamento fiscal e Inve...

.temas

. todas as tags

.arquivos

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

.links

.tempo

Forecast for Porto

.tiempo

Forecast for Vigo
Forecast for Madrid

.Portugal

.España

.alerta

Join the Mailing List
Enter your name and email address below:
Name:
Email:
Subscribe Unsubscribe